DIA MUNDIAL DA DIABETES

DIA MUNDIAL DA DIABETES – 14 DE NOVEMBRO

Segundo o Ministério da Saúde, é comprovado que a diabetes aumenta a cada dia e mais de 5% dos brasileiros possuem a doença.

ImagemDesde 1991 foi decidido que dia 14 de novembro seria o Dia Mundial da Diabetes e, a partir de então, campanhas ao combate e controle da doença passaram a ser divulgadas no mundo inteiro.

Caracterizada por um aumento da glicose no sangue, a diabetes é uma das principais doenças que atinge a população e pode trazer sérias complicações à saúde como infarto, insuficiência renal, derrame cerebral, lesões de difícil cicatrização e problemas visuais.

O fato de ter que se furar para colher sangue na verificação da taxa de glicose no organismo, acaba deixando o brasileiro com certo receio, fazendo com que se esqueça da saúde.

Há 10 anos, a Analitic Tecnologia de Precisão lançou no mercado o autoteste Tiras de Glicose que, de uma maneira rápida e indolor monitora o nível de açúcar no sangue. Sem o incômodo de agulhas e jejum prolongado, o autoteste detecta na hora a quantidade de glicose. Vendido com muita facilidade e baixo custo em farmácias e grandes drogarias, o Tiras de Glicose é o caminho mais seguro para monitorar a doença.

Alguns sintomas podem indicar a elevada taxa de glicose no sangue, como vontade de urinar, fome e sede excessiva, formigamento nos pés. Porém os sintomas nem sempre aparecem e a doença pode se manifestar silenciosamente.

Conheça os tipos mais comuns de diabetes:

  • Diabetes Gestacional – É a alteração das taxas de açúcar no sangue que aparece ou é detectada pela primeira vez na gravidez. Pode persistir ou desaparecer depois do parto.
  • Diabetes Tipo 1 – O diabetes Tipo 1 (DM1) é uma doença autoimune caracterizada pela destruição das células beta produtoras de insulina. Isso acontece por engano porque o organismo as identifica como corpos estranhos. A sua ação é uma resposta autoimune
  • Diabetes Tipo 2 – Possui um fator hereditário maior do que no tipo 1. Além disso, há uma grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos. Uma de suas peculiaridades é a contínua produção de insulina pelo pâncreas. O problema está na incapacidade de absorção das células musculares e adiposas.

“Evidente que para estabelecer um diagnóstico final, o médico deve ser consultado. O autoteste Tiras de Glicose é uma maneira de, pelo menos, confirmar ou descartar uma suspeita” esclarece Carolina Ynterian, bioquímica e diretora da Linha Confirme de autotestes.

 

Drª. Carolina Ynterian é Diretora dos autotestes da Linha Confirme, Bacharel e Mestre em Bioquímica com especialização em Biologia Molecular. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s